Certificações

Fair Trade

O Fair Trade (Comércio Justo) contribui para o desenvolvimento sustentável ao proporcionar melhores condições de troca e a garantia dos direitos para produtores e trabalhadores. É uma alternativa concreta e viável frente ao sistema tradicional de comércio.

A International Federation of Alternative Trade (Federação Internacional de Comércio Alternativo) define o Comércio Justo (Fair Trade, em inglês) como uma parceria comercial, baseada em diálogo, transparência e respeito, que busca maior equidade no comércio internacional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável por meio de melhores condições de troca e garantia dos direitos para produtores e trabalhadores à margem do mercado, principalmente no Hemisfério Sul.

O Fair Trade tem como objetivo principal estabelecer contato direto entre o produtor e o comprador, desburocratizando o comércio e poupando-os da dependência de atravessadores e das instabilidades do mercado global de commodities.

Os princípios que devem reger uma relação comercial considerada justa são:

  • 1.    Transparência e corresponsabilidade na gestão da cadeia produtiva e comercial;
  • 2.    Relação de longo prazo que ofereça treinamento e apoio aos produtores e acesso às informações do mercado;
  • 3.    Pagamento de preço justo no recebimento do produto, além de um bônus que deve beneficiar toda a comunidade, e de financiamento da produção ou do plantio, ou a antecipação do pagamento da safra, quando necessário;
  • 4.    Organização democrática dos produtores em cooperativas ou associações;
  • 5.    Respeito à legislação e às normas (por exemplo, trabalhistas) nacionais e internacionais;
  • 6.    O ambiente de trabalho deve ser seguro e as crianças devem frequentar a escola;
  • 7.    O meio ambiente deve ser respeitado.

(Fonte: Sebrae)